domingo, 29 de agosto de 2010

PREFIRO SER IGNORANTE, INDIVIDUALISTA E ARROGANTE!


[/ Respira...1,2,3,4,5, respira...6,7,8,9...]


Existe cansaço, estress e irritabilidade, ao ponto de querer quebrar tudo a sua volta? Acontece num momento que parece que as coisas têm ido contra-maré e você não consegue encontrar força sequer para levantar da cama?
Bravo? Entediado? Sentir vontade de pedir "as contas" de tudo, desistir de todos, ir o mais longe possível da situação, não olhar pra trás e sequer ser capaz de lembrar?
É uma completa falta de esperança no próximo, uma insegurança no futuro, que faz se sentir pessimista e tolo por insistentemente acreditar em valores morais? Ética? É fácil desacreditar no ser humano?

Não sei se percebeu, mas eu coloquei todos esses pontos de interrogação e deixei o sujeito oculto apenas para não afirmar que, sou eu quem vive tudo isso!

Ultimamente, eu ando tão nervoso. Irritado. Ansioso (e sempre achei que não fosse). Por vezes, me peguei com as mãos d'baixo da torneira para sentir água e esfriar a cabeça. Outras "n" vezes só quis (tentei) dormir, comi exageradamente (mesmo), briguei com todo mundo (até injustamente), por não estar contente com a fase que estou vivendo. Eu me sinto cansado! Quero relaxar e não consigo, e o pior é que nada me satisfaz!

É, tô estressado, sim!
Estou sobrecarregado com materiais acadêmicos, projeto de estágio, com meu trabalho, e não encontro um só momento para não pensar demais.
Tenho dormido quatro horas por dia! Descontado toda minha ansiedade e insatisfações nas refeições e passado a maior parte do meu tempo "funcionando", "produzindo", "consumindo". Me consumindo! Vou pra cama elétrico e já acordo com sono.
Nesse momentos a gente precisa abstrair ou surtamos. É muito pra assimilar, tolerar, conviver, e acaba sendo pouco tempo, pouca paciência e pouca energia pra muita coisa!

Quem convive comigo tem me dito que ando bravo, um pouco crítico e sem paciência alguma.
Mas por outro lado, eu me pergunto e penso: eu deveria fingir? Apesar de todas as exigências e responsabilidades que tenho, assumo minha insatisfação e incapacidade de administrar meu tempo e banco minhas opiniões e atitudes, e esse mal humor. Acho ridículo quando uma pessoa diz que se dá bem com todo mundo, sempre. Porque ninguém se dá bem com todo mundo, o tempo todo, sem se anular muitas das vezes!
Tem gente que cada dia, com cada pessoa, é de um jeito: com o ativo, a pessoa é mais calma; com o calmo, a pessoa é mais dominante; no primeiro caso a pessoa esconde sua opinião e no segundo caso, extravasa. Aí, um dia agrada uns e noutro agrada o resto.
Esse tipo de pessoa quer passar a imagem de amigo de todos, quando na verdade, pra mim, está é sendo tolo e se anulando demais.
Sou bom, quero ser justo, procuro conviver bem, mas se eu quero algo, peço! Se não concordo com algo, não faço! Na dúvida, eu pergunto. E se for preciso debater, debato. A minha educação depende da dos outros, a minha opinião deixo clara, e se no fim eu não ter consigo agradar todos, pelo menos não comecei me desagradando. Ou sou eu quem tem muita personalidade, sou muito honesto comigo mesmo ou acho que sou, sim, ignorante, individualista e arrogante.

Eu sei que a situação não está fácil pra mim, porque estudar e trabalhar desgasta muito, e não sobra tempo pra nada. Mas eu não sei fingir que está tudo perfeito e ficar de bom humor, quando no fundo não tô legal. Nessa hora, o melhor que eu posso fazer é admitir. Eu acho que esse pensamento deve nortear as pessoas em qualquer situação: transparecer o que realmente se passa. Acho tolice se fazer de forte quando estamos fracos. Tentar agradar uma pessoa que não quer nossa companhia. Ou ficar se anulando. Não dá pra viver maquiando os problemas e o primeiro passo para resolver qualquer dilema é assumir. Assumir um erro, uma impotência ou uma insatisfação. Estou aprendendo que o equilíbrio não é uma constante, porque nem mesmo na natureza encontramos padrões imutáveis. As coisas saem do controle em algum momento, as brigas acontecem e por mais que tentemos controlar esses acontecimentos, não tem como. Então, acho que a única coisa que nos sobra é sermos honestos com tudo isso: conosco primeiramente, com a situação e as pessoas, e no fim com a vida. Ter maturidade e um certo jogo de cintura.


[/ O SEGREDO DO SUCESSO EU NÃO SEI, MAS O DO FRACASSO É QUERER AGRADAR A TODOS (Autor desconhecido)]

4 comentários:

"A Penseira" disse...

BOM, LÁ VOU EU, DEPOIS DE TANTO TEMPO SEM PASSAR POR AQUI.
COMEÇO RESPONDENDO SUA PERGUNTA:NÃO!!!! A GENTE NÃO TEM QUE AGRADAR TODO MUNDO O TEMPO TODO. NÃO É CRIME SER VOCÊ MESMO E A COISA MAIS IRRITANTE QUE EXISTE É TER QUE FINGIR QUE TÁ TUDO BEM, QUANDO NA VERDADE O QUE VOCÊ QUER É SAIR CHUTANDO O QUE ESTIVER AO ALCANCE DOS SEUS PÉS.(AQUI FALA ALGUÉM QUE AGE EXATAMENTE DO MESMO JEITO). EU SOU UMA PESSOA QUE PRA ME TIRAR DO SÉRIO NÃO É FÁCIL. EU TOLERO MUITA COISA, ENGULO MUITOS SAPOS E JÁ FUI CINQUENTA MILHÕES DE VEZES PIOR. AGORA EU ME PERGUNTO: POR QUE???
PORQUE FINGIR QUE TÁ TUDO BEM?
POR QUE NÃO JOGAR AS COISAS NA PAREDE?
POR QUE AGRADAR PESSOAS QUE NÃO ESTÃO NEM AÍ PRA GENTE??
SEI QUE MUITAS VEZES SOU INJUSTA,DESCONTO EM QUEM NÃO MERECE (NÃO É MESMO?), MAS EU SOU ASSIM!!! NINGUÉM É PERFEITO O TEMPO TODO!!!NÃO EXISTE UM MODELO DE PERFEIÇÃO A SER SEGUIDO E ATÉ MESMO NÓS, "OS PERFEITOS" TEMOS O DIREITO DE NOS SENTIR CANSADOS, DE TER RAIVA, DE CHORAR, DE EXPLODIR E MANDAR TODO MUNDO PRA PQP!!!!!
SOMOS SERES IMPERFEITOS QUE, POR PASSAREM ESSA IMAGEM DA MAIS PERFEITA PERFEIÇÃO SOMOS JULGADOS NO MOMENTO EM QUE APENAS PRECISAMOS DE COMPREENSÃO!!!É SÓ ISSO!!!SÓ UM OMBRO, UM OUVIDO OU ALGUÉM QUE JOGUE AS COISAS PELA JANELA JUNTO COM A GENTE!!!
SEMPRE QUE VOCÊ PRECISAR, PRA QUALQUER DAS TRÊS OPÇÕES, ESTAREI AQUI.SEMPRE!!!
E O MUNDO QUE NOS AGUENTE QUANDO ESTIVERMOS OS DOIS AFIM DE QUEBRAR TUDO!!!TERREMOTOS TERÃO MEDO DE NÓS!!!KKKKKK
BOM, DEPOIS DE TANTO TEMPO SÓ PODIA SAIR UM COMENTÁRIO ENORME.
VOU PARAR POR AQUI.
MAIS UMA VEZ, AMEIIII O POST - EXPRESSANDO O QUE EU SINTO E NÃO CONSIGO POR NO MEU!!!
BJBJBJBJBJBJBJBJBJBJBJBJBJ
JU.

Tibet disse...

Nossa, Ju, eu vou lendo essas linhas e é impossível eu não lembrar tudo o que a gente passou desde que nos conhecemos!!!

Realmente, "os perfeitos" são muito cobrados! Cobrados a serem os mais inteligentes. Os mais educados. Os mais corretos. E isso cansa, porque a gente sabe que nunca existiu perfeição alguma. Nem em nós nem em ninguém!

Nós mesmos vivemos discutindo um com o outro por opiniões diferentes. Nós já brigamos; já nos desentendemos, e no fim aprendemos, porque bancamos isso tudo.
É tão rídulo pessoas que concordam o tempo todo umas com as outras. Isso enche! E na minha opinião não existe amizade sincera assim.
Amigos brigam, xingam, choram, fazem de tudo, e no fim, se perdoam, se abraçam, e vão rir de tudo isso. A amizade consiste em você ENTENDER o outro, ACEITAR o outro, INCONDICIONALMENTE, sem perder seu jeito, sua personalidade, sem se perder.

A nossa amizade é uma das melhores que eu já tive. Tenho muitos amigos e gosto de todos, mas a nossa em especial é PROVA DE FOGO! rsrsrs E graças a Deus é assim. E se fosse, se fosse diferente... não seria amizade e a gente não teria essa sintonia que temos!

Adoro nossas risadas
Adoro nossas brigas, às vezes
Adoro saber que o tempo passa, e apesar de tudo, continuamos amigos!

Mil beijos
Fique com Deus.

Anônimo disse...

Oi Jonas!

Conversamos muito no domingo passado.
Não sei bem que mensagem te deixar, pois na verdade, creio que extravar e por os "bichos" para fora, como diz a minha mãe é saudável e importante!!
Se você vive em 2010, nesse mundo globalizado e agitado, onde 24 horas não parecem ser o suficiente... então você esta sujeito a ficar estressado, nervoso, administrar mal seu tempo, e compensar tudo isso de alguma forma: alguns bebem, outros comem, alguns excedem o limite do cartão, uns se drogam. Creio que escrever no blog é sem duvida a melhor opção, pois escrever não mata... e com certeza traz um alivio! Então Parabéns por isso.

Eu mesma já senti tudo isso alguns anos atras... poxa, como é ruim! Querer chutar tudo, sumir!! Mas lembre-se Jonas, que tudo que nosso corpo manifesta, é apenas um sinal de que algo precisa mudar.

Depois de dar muito murro em ponta de faca, cheguei a conclusão de que não vale a pena camelar a vida toda, para morrer com 50 anos de idade, com problemas cardíacos, e antes de poder curtir a sua aposentadoria... e se esse é o caso, então para que estamos vivendo e nos matando dia após dia?? Para estar numa cama de hospital e pensar... que m.... eu fiz da minha vida??

Então antes de nos preocuparmos com a nossa imagem, com o que os outros acham... se nos acham egositas, ignorantes e individualistas... prefiro pensar na minha saude, no meu coração... penso que quero ter saude aos 50 anos de idade ao inves de hipertensão e quero viver fazendo o que gosto, sem estar alienada aos padões da sociedade, só porque algum dia, alguém disse que deveria ser assim.

Faça algo que goste, extravase quando precisar, não deixe odios do passado te consumirem e se manifestarem fisicamente... se preocupe com seu coração antes de se preocupar com qualquer outra coisa ou pessoa... e ser individualista nao quer dizer que que somos egoistas...

Ponha tudo para fora!!!

Espero que essa fase passe logo!! E lembre-se sempre que a ajuda esta disponivel!!

Hugs!!

Teacher!!

Tibet disse...

Oi, Aline
Demorei pra comentar, né?! Olha, é a correria viu, muitas coisas rolando que estão me tomando por completo.

Quando eu converso sobre as coisas que estão acontecendo comigo, e acho que com todos é assim, me sinto bem melhor. Aliviado.
Às vezes parece que eu fico suportando muita coisa, guardando comigo muitos pesos que não são meus, e como diz um amigo meu: "enquanto um está esquentando a cabeça, o resto esfria". Bem verdade.

Acho bom dizer aos outros exatamente o que estou pensando ou sentindo, porque todo mundo faz isso e só eu fico guardando. Se não é assim, aos poucos quem surta sou eu.
Quando eu converso contigo, eu pego uma porção de conselhos seus, principalmente quando são experiências que você já passou.

Sabe, é ruim pra caramba viver uma fase que não estamos gostando, parece que estamos sendo obrigados a engolir e isso não é fácil aceitar. Procuro pensar que tudo soma. Tudo dá pra aprender algo. Só que às vezes no processo é complicado, principalmente pra mim, Aline, porque sou muito sincero. Muito! Eu não sei Não ser.

Bom, mas conversando, analisando e com compreensão as coisas fluem. Se não é pela nossa força, é pela vida. Uma hora passa. Tudo passa, né?!

Bom, abraços
Seus comentários ajudam muita gente por aqui.

;)